23 Set 2022

CCDR-Norte e ASF dinamizaram sessão sobre hábitos de precaução e resiliência

Teve lugar, no passado dia 22 de setembro, a sessão sobre Hábitos de Precaução e Resiliência Financeira, promovida pela ASF e pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-Norte), na qual se abordaram temas relacionados com o papel dos seguros na gestão e mitigação de riscos e com a preparação da reforma.

A sessão realizou-se em formato online e contou com a participação do Diretor de Serviços de Apoio Jurídico e à Administração da CCDR-Norte, Carlos Meireles, e do Diretor de Supervisão Comportamental da ASF e membro da Comissão de Coordenação do Plano Nacional de Formação Financeira, Eduardo Farinha Pereira, e de cerca de 70 técnicos das autarquias locais.

Esta é a terceira sessão do Plano de Capacitação Financeira da Região Norte promovido pela CCDR-Norte e pelos supervisores financeiros (Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, Banco de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários), no âmbito do Plano Nacional de Formação Financeira.

A formação destinou-se a técnicos das autarquias locais com gabinetes de apoio social, de apoio ao consumidor ou de apoio ao empreendedorismo, bem como a técnicos das entidades intermunicipais. A iniciativa tem como objetivo esclarecer e dotar os técnicos de conhecimentos sobre temas de finanças pessoais de particular interesse para os públicos finais com quem trabalham, nomeadamente grupos vulneráveis (desempregados, beneficiários de apoios sociais, jovens adultos com baixa escolaridade, imigrantes, reformados com baixos níveis de rendimento), mas também para a população em geral.

Sobre o Protocolo com a CCDR-Norte

O Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, Banco de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) e a CCDR-Norte celebraram, em 2017, um protocolo de colaboração para elevar o nível de conhecimentos financeiros da população na Região Norte e promover a adoção de atitudes e comportamentos financeiros adequados.

Para atingir este objetivo, os supervisores financeiros e a CCDR-Norte contam com o apoio das autarquias locais enquanto parceiros fundamentais para assegurar a capilaridade territorial das ações a desenvolver dada a sua proximidade às populações das respetivas áreas geográficas.