15 Jun 2021

10.ª edição do Concurso Todos Contam – candidaturas até 8 de outubro

Estão abertas as candidaturas para a 10.ª edição do Concurso Todos Contam, que distingue os melhores projetos de educação financeira das escolas portuguesas para o ano letivo 2021/2022.

As candidaturas aos “Prémios Escola” e ao “Prémio Professor(a)” devem ser submetidas até ao dia 8 de outubro de 2021, através do endereço eletrónico concurso@todoscontam.pt.

O que é o Concurso Todos Contam?

O Concurso Todos Contam promove e incentiva o desenvolvimento de projetos de educação financeira nas escolas.

É uma iniciativa do Conselho Nacional de Supervisores Financeiros – Banco de Portugal, Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões – e do Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação e da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional.

Que prémios podem ser atribuídos?

O Concurso Todos Contam atribui as seguintes categorias de prémios:

  • “Prémios Escola” para distinguir os melhores projetos de educação financeira, a implementar nos estabelecimentos de educação e ensino durante o ano letivo de 2021/2022:
    • São atribuídos cinco “Prémios Escola”: um para a educação pré-escolar, um por cada ciclo do ensino básico e um para o ensino secundário;
    • Pode também ser atribuído um prémio de continuidade para distinguir projetos plurianuais que tenham participado no Concurso Todos Contam ao longo de três edições consecutivas.
  •  “Prémio Professor(a)” para distinguir um(a) docente que se tenha destacado na implementação de projetos de educação financeira em anos anteriores.

Cada prémio corresponde a livros e materiais escolares no valor de 1000 euros.

Os prémios atribuídos na categoria “Prémios Escola” são entregues em duas fases: metade do valor do prémio será atribuída após o anúncio oficial dos vencedores e outra metade após o final do ano letivo 2021/2022, mediante prova da efetiva implementação dos projetos.

O anúncio oficial das candidaturas premiadas terá lugar durante a Semana da Formação Financeira 2021, dinamizada pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros na semana de 25 a 29 de outubro.

Quem pode concorrer?

Na categoria “Prémios Escola” podem concorrer agrupamentos de escolas, escolas não agrupadas, estabelecimentos de ensino particulares e cooperativos e escolas profissionais que ministrem a educação pré-escolar e o ensino básico e secundário.

Na categoria “Prémio Professor(a)” podem concorrer docentes dos estabelecimentos de educação e ensino que tenham implementado projetos de educação financeira em anos anteriores.

Como pode concorrer?

As candidaturas aos “Prémios Escola” e ao “Prémio Professor(a)” devem ser submetidas até ao dia 8 de outubro de 2021, para o endereço eletrónico concurso@todoscontam.pt.

As candidaturas aos “Prémios Escola” devem ser submetidas sob a responsabilidade do(a) diretor(a) da escola ou do agrupamento de escolas ou do(a) diretor(a) pedagógico(a), através do envio da Ficha de candidatura constante do Anexo I do regulamento, devidamente preenchida e assinada.

As candidaturas ao “Prémio Professor(a)” devem ser apresentadas pelo próprio(a) docente ou pelo(a) diretor(a) da escola ou do agrupamento de escolas ou pelo(a) diretor(a) pedagógico(a), através do envio da Ficha de candidatura constante do Anexo II do regulamento, devidamente preenchida e assinada.

Consulte o regulamento do Concurso Todos Contam nesta página ou nos sites da Direção-Geral da Educação (www.dge.mec.pt) e da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (www.anqep.gov.pt).

Quais os requisitos das candidaturas?

Tendo por base o Referencial de Educação Financeira para a Educação Pré-Escolar, o Ensino Básico, o Ensino Secundário e a Educação e Formação de Adultos, os projetos e professores/as candidato(a)s devem:

  • Sensibilizar para a importância dos conhecimentos financeiros no quotidiano;
  • Desenvolver conhecimentos e capacidades fundamentais para as decisões financeiras;
  • Promover atitudes e comportamentos financeiros adequados;
  • Promover a criação de hábitos de poupança;
  • Aprofundar conhecimentos e capacidades na utilização dos serviços financeiros digitais;
  • Estimular a utilização dos recursos pedagógicos do Plano Nacional de Formação Financeira, como os Cadernos de Educação Financeira e os conteúdos e ferramentas disponíveis no portal Todos Contam.

As candidaturas devem ainda reger-se pelos Princípios Orientadores das Iniciativas de Formação Financeira do Plano. As candidaturas que incluam iniciativas desenvolvidas em parceria com instituições do setor financeiro, sem o enquadramento da respetiva associação setorial, não observam os Princípios Orientadores e, por essa razão, não são admitidas a concurso.