Exclusões

Normalmente, o seguro de saúde não cobre: 
 
  • doenças profissionais e  acidentes de trabalho;
  • perturbações nervosas e doenças de foro psiquiátrico;
  • check-up e exames gerais de saúde;
  • perturbações originadas por abuso de álcool ou drogas;
  • acidentes ou doenças resultantes da participação em competições desportivas; 
  • tratamento ou cirurgia para emagrecimento; 
  • fertilização ou qualquer método de fecundação artificial;
  • transplante de órgãos ou medula; 
  • tratamento ou cirurgia estética, plástica ou reconstrutiva e suas consequências (salvo se for necessário devido a doença ou acidente cobertos pelo seguro);
  • estadias em estabelecimentos psiquiátricos, termais, casas de repouso, lares de terceira idade, centros de desintoxicação de alcoólicos ou toxicodependentes.
As doenças preexistentes, conhecidas da pessoa segura à data da realização do contrato, consideram-se cobertas pelo seguro, se não forem excluídas expressamente no contrato. É, no entanto, usual que essa exclusão conste dos contratos.
 
O contrato pode ainda indicar um período de carência, não superior a um ano, para a cobertura de doenças pré-existentes.