O Referencial de Formação Financeira para micro, pequenas e médias empresas é um documento orientador para a implementação da formação financeira no meio empresarial, junto de empreendedores, empresários e gestores de micro, pequenas e médias empresas.

O Referencial de Formação Financeira, desenvolvido no âmbito do Plano Nacional de Formação Financeira, resulta de um protocolo de colaboração entre o Ministério da Economia, através do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. e do Turismo de Portugal, I.P., e o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (CNSF), composto pelo Banco de Portugal, Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF).

ORGANIZAÇÃO E ESTRUTURA

O Referencial encontra-se estruturado por temas autónomos que integram diversos subtemas.

Para cada subtema estão definidos objetivos e são especificados conteúdos. A apresentação em temas, subtemas e respetivos conteúdos permite ao formador selecionar as temáticas que pretende transmitir com a profundidade e detalhe que considerar adequados.

Os temas poderão ser organizados em diferentes módulos, para serem utilizados, em contextos diversificados (setor de atividade, dimensão da empresa, fase de desenvolvimento do negócio ou área geográfica), serem conjugados e adaptados para cada ação de formação e de acordo com as necessidades específicas de cada público-alvo.

No Referencial são também apresentadas propostas exemplificativas de sessões formativas, com diferentes conteúdos e duração. Estas propostas são apenas uma sugestão de abordagem de alguns dos conteúdos incluídos no Referencial, podendo ser ajustadas de acordo com os objetivos a atingir.

TEMAS E CONHECIMENTOS A ADQUIRIR